Mas me fala sobre essa sua dieta…

A frase do título do post é a que mais tenho ouvido nos últimos dias.

(abra o set de músicas para cantar no chuveiro da Farm pra ler o post)

Sempre fui magrela, a vida toda (acabei de postar algumas fotos no Facebook pra provar, rs). Depois que o Lucca nasceu, engordei um pouco, mas nada significativo. Nos últimos anos tive algumas mudanças de vida que me trouxeram quilos e mais quilos.

Gosto de cozinhar, gosto de comida e gosto de mesa cheia de gente e de sabor. Gosto de vinho e de risadas temperadas. O peso era consequência disso tudo sem medida alguma. Azeite, manteiga e açúcar à vontade.

Em julho próximo completarei 2 anos de Floripasualinda. Quando vim pra cá pensei que seria um movimento cármico significativo deixar boa parte de meu passado lá em Blumen, começar uma vida saudável, feliz, numa cidade leve. Inevitavelmente isso acabava sempre me lembrando da balança trancada no porão.

O começo da vida aqui foi difícil, conturbado, cinza. Só que não 🙂

Eu e Floripa tivemos um caso de amor à primeira vista. Ela me recebeu, me carinhou e eu relaxei. Casa, trabalho, rotinas. Tudo certo. Só a balança no porão me causando pesadelos. Mais de 80…Mais de oi-ten-ta. Mulheres leitoras gemem com um número assim que eu sei.

Como a proposta de uma vida leve estava super de pé, comecei beeeeem de leve, mudando alguns poucos hábitos. Em um ano, 2kg de sucesso. Mas isso é muito pouco, nessa proporção passaria mais 10 pra tirar o prejú.

Promessas de começo de ano são promessas de fim de ano e nada mais. Mas 2013 tinha que ser diferente. Além de voltar a ser a “eu” de sempre, queria também uma receita para conseguir fazer isso sem dor. Porque me conheço muito bem. Sou facilmente vencida por qualquer proposta tentadora, principalmente se estiver na categoria PROIBIDA. Aliás, quanto mais proibida, pior. Ou melhor.

Daí pulamos para um outro hábito recuperado depois de vários anos. Ler. Fiz uma pausa de livros longa. Lia em tudo que é lugar. Estava sozinha, lia. Andando na rua, nas filas, na cama, no almoço. Sempre. Foi meio por acaso que li uma crítica sobre a trilogia de 50 tons e achei interessante como uma reedição dos clássicos “sabrina” um pouco mais apimentado poderia arrebatar milhões de leitoras. Comprei e li em 2 dias ou 3. Leitura facinha, chiclete. Resolvi baixar o segundo no ipad. Viciei. É só ir ali, clicar e baixar e pronto. Baixei vários. Maioria só de passatempo desse tipo romance docinho.

Em janeiro catando alguma coisa a mais pra ler, o título “Eu não consigo emagrecer”, pulou na tela. Baixei e gostei muito da forma com que o Dr Dukan apresenta os argumentos. Dele e dos gordos que tratou por 25 anos. Vários com histórico de anos lutando com o peso.

Li algumas coisas em voz alta, fazendo o André de cúmplice. Achei que conseguiria. Sem dúvida alguma é preciso de um momento. Uma decisão. Começar a dieta sem essa decisão é tempo e esforço jogados fora. Decidimos os 2 tentar um dia de test drive antes de tomar a decisão.

Não vou contar aqui como é a tal dieta. Leiam o livro, busquem no google, tem informação em todo canto. O que quero contar a partir deste post é como consegui aliar uma dieta emagrecedora a um cardápio saboroso dentro de uma rotina normal de alguém que trabalha das 8:30 às 19 todos os dias.

Captura de Tela 2013-05-01 às 14.53.36De 31 de janeiro até hoje foram 10kg a menos. Estou prestes a voltar para a casa dos 60s de novo. Muito feliz com meu novo-velho corpo. Dos 38 vividos, os últimos 10 ou 12 foram dessa algazarra.

Como termino o curso de gastronomia esse ano, serão 2 grandes vitórias em um único ano.

Nos próximos posts vou organizar algumas receitas e dicas de como conciliei o Dukan à minha vida.

Agora licença que preciso fazer o almoço de hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s